quarta-feira, fevereiro 07, 2007

A ESTÓRIA DE ELIAS EM R

Elias levantou voo e rodopiou rapidamente no ar rarefeito do topo da estratosfera. Rapidamente se começou a sentir leve, alegre e quase hilariante, temia não conseguir aterrar, temia ter vontade de voar até à eternidade.
Ocorreu-lhe uma solução suis generis, sobrevoou de forma rasante a casa de amigos e conhecidos roubando-os de bolha em bolha, de rajada raptou também um café e uma livraria, atou a cada um uma guita e colocou-os em órbita em redor da sua avioneta.
Ia continuar a sua vida em voo, quando acabasse o gasóleo voltava à base, mas por enquanto ia manter-se em rotação estratosférica.

3 Comments:

pelas 2:49 da tarde, Blogger FDV instalou-se e disse...

há dois anos iniciámos a instalação.

há dez anos escrevemos numa folha alguns textos sobre uma personagem denominada r.

beijo

 
pelas 7:14 da tarde, Blogger Pequena Lontra instalou-se e disse...

:)
snif, snif...
que coisa tão saudosista para se dizer... podemos sempre retomar os contos (tontos) escritos a mielas, é só dizeres e fazemo-lo por carta para soar ao século passado. Tenho saudades, entre outras coisas, de receber uma carta de correio com a morada escrita à mão e novidades de quem está a poucos quilómetros mas mesmo assim se mantem longe...

 
pelas 7:24 da tarde, Blogger FDV instalou-se e disse...

:)

 

Enviar um comentário

<< Home